Medos


O medo de errar atrofia qualquer iniciativa.
O medo de sonhar impede-nos de viver a realidade.
O medo de mergulhar não nos permite descobrir maravilhas.
O medo de voar fecha as portas da liberdade.
O medo de sorrir fecha-nos todos os outros sorrisos.
O medo de amar encerra-nos o corpo, o coração e a alma erquendo muralhas de difícil destruição.
O medo de cair proíbe passadas largas e caminhos sinuosos, que no final possam ser cor-de-rosa.
O que é, então, o medo? Uma invenção da mente que nos impede de sorrir, de sentir, de viver...

Sem comentários: