Devaneios!


Hoje queria ser bailarina.
Dessas que dançam em pontas dos pés, com lindos vestidos de tule.
Dessas que são leves nos passos e espalham uma brisa por onde passam.
Dessas que se esticam e os seus contornos se confundem com o horizonte.
Dessas que escondem no sorriso, o trabalho árduo por trás de cada passo.
Dessas cujo palco é a casa e a casa é o palco onde actuam as suas fantasias.
Dessas que se deixam levar pelo sonho de voar.
Dessas que pisam as tábuas de cor, de olhos fechados, percorrendo-as com piruetas, pousando sempre no sítio certo.


Dir-me-ão: "Para se ser tal bailarina é necessário muito trabalho, muito sacrifício, muita dor..."
Eu sei, mas peço-vos: Não me arruinem o sonho!

Sem comentários: