Dia-a-Dia


As horas mentem-nos
e os dias enganam-nos. Correm
lentamente apressados sem surpresas.
Passam, qual nuvem a pairar no céu:
branca, leve, despreocupada;
cinza, pesada, atormentada.
Pesa o acordar,
sabendo, de antemão,
o que o segue:
os mesmos poucos rostos
os mesmos muitos problemas
o mesmo tudo.

Há também os raios de sol
que espreitam por entre o céu carregado
e nos atingem, iluminam, aquecem.
Benvindos esses que são raros
que fazem esquecer os rostos, os problemas, o tudo.
Fazem-nos acreditar que virão mais vezes
e é nessa esperança que se baseia cada adormecer.

9 comentários:

Abbie disse...

Sol de Verão, com andorinhas. :)

Cerejinha disse...

abbie: andorinhas, areia, mar, grandes sorrisos e sonoras gargalhadas :-)

a lice disse...

O teu cantinho está lindo!:)))

Beijinhos de bom fim-de-semana!

Thiago Forrest Gump disse...

Combina bem com o letreiro do blog! :)



Bom fim de semana

Pitucha disse...

Muito bonito.
Beijos

Anónimo disse...

de Patipetista
SP/ Brasil

tá tudo perfeito !
Inovação constante !
Parabéns !
Beijos

Paula disse...

Tá mto mto giro :) (outra coisa não seria de esperar eheh) brigadinha pelo link p o meu Saltos Altos ;)))

Branca disse...

Tão lindo e sentido.

Cerejinha disse...

a lice: Obrigada!

Thiago: Ah pois combina...

pitucha: Obrigada :-)

anónimo: De vez em quando é preciso mudar...

paula: Obrigada, eu!

branca: Obrigada, amiga. Sobretudo sentido...